Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

MILHO: Área de ação da Cotrijal registra média de 173 sc/ha

07/06/2021

MILHO: Área de ação da Cotrijal registra média de 173 sc/ha

A retomada da produção de milho na área de ação da Cotrijal teve bons números na última safra de verão (2020/2021). Conforme avaliação do Departamento Técnico da cooperativa, o trabalho com o cereal também sentiu a baixa incidência da chuva em alguns períodos, mas com uma safra de números positivos, quando comparada com o ano anterior. 

“O milho tem papel importante no sistema de produção. Auxilia na formação de palhada, manejos de pragas e doenças, além de gerar renda para o produtor. Com o mercado em alta, o produtor conseguiu bons negócios com o milho em uma safra de desafios”, avaliou o gerente de Produção Vegetal da Cotrijal, Alexandre Doneda. 

Números da Cotrijal: no milho, 80 sacos a mais que o Estado
173,3 sacos/hectare de milho é a média de produtividade na safra 2020/21.

Leitura complementar
Em reportagem especial para o Jornal Cotrijal, edição de maio, produtores falam dos desafios da safra 2020/2021, com a apresentação dos principais desafios e conquistas.

Confira o relato do produtor e associado da Cotrijal Everaldo Worst, de Lagoa dos Três Cantos. 

Capricho no milho de hoje rende na soja de amanhã

    “A lavoura de milho exige capricho”, avalia Everaldo Worst, de Lagoa dos Três Cantos. Com 112 hectares destinados para o cereal, ele fechou sua produção em 209 sacos/hectare. O produtor está satisfeito com a produtividade e também com a rentabilidade, em função do mercado favorável. “O investimento é alto e por isso tudo precisa ser bem-feito”.

A adubação com cama de aviário é uma das práticas testadas e aprovadas na propriedade, com bons resultados. “Conseguimos aumentar os níveis de fertilidade, e o principal, de forma sustentável, trazendo benefícios para o milho e também para a soja, que entrará na área na sequência”, explica o produtor.

Everaldo não tem dúvidas da importância do milho para melhores resultados com a soja. Ele contabiliza de 5 a 7 sacas a mais de soja nas áreas que receberam o cereal na safra anterior. 

Legenda da foto: Everaldo Worst trabalha com 740 hectares destinados para a produção de grãos

Leia a reportagem completa – AVALIAÇÃO DE SAFRA – Como está a lavoura do vizinho? 

Fonte: Assessoria de Imprensa e Marketing da Cotrijal