Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

El Niño perde força mas influencia até início do outono

25/01/2016

El Niño perde força mas influencia até início do outono

O fenômeno climático El Niño de 2015/16, um dos três mais fortes dos últimos 50 anos, começou a perder força, mas deve continuar influenciando o clima no Brasil até o outono.

Com o resfriamento das águas do pacifico a possibilidade de termos a safra 2016/17 influenciada por outro fenômeno climático é grande. O La Niña pode trazer condições climáticas bastante adversas ao que ocorreu nas safras 2014/15 e 2015/16 do Brasil.

Segundo o agrometeorologista da Somar, Marco Antônio dos Santos, ainda sobre influencia de El Niño nos próximos meses as chuvas devem retornar ao sul do Brasil e diminuírem de intensidade na região norte.

Neste sentido, poderemos ter um retorno das precipitações no mês de maio para a região central do país, favorecendo o desenvolvimento do milho safrinha e das culturas de segunda safra. "Nós só não veremos mais a influencia do El Niño provavelmente ao longo do outono e principalmente no inverno", acrescenta o agrometeorologista.

La Niña

Apesar de não confirmado, a possibilidade do esfriamento das águas do pacífico no segundo semestre de 2016 são consideráveis. De acordo com agências meteorológicas de todo o mundo, dos últimos 15 eventos de El Niño, 11 foram seguidos de La Niña.

Segundo Santos, caso o fenômeno climático se confirme poderemos ter um inverno mais rigoroso no Brasil, "pois as massas de ar polar entram com mais facilidade no território brasileiro", e esse cenário é favorável ao desenvolvimento de geadas, principalmente as tardias a partir de junho.

Fonte: Notícias Agrícolas