Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Pesquisa com aveia em discussão na Embrapa Trigo

30/03/2012

Os avanços científicos na cultura da aveia serão apresentados na próxima semana, de 3 a 5 de abril, durante a 32ª Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia, que acontece na Embrapa Trigo, em Passo Fundo, RS. Os usos da aveia na alimentação humana e animal serão avaliados em diversos painéis e reuniões por mais de 200 pesquisadores da área. Aspectos econômicos e perspectivas do cereal no país são destaque da palestra de abertura, às 9h do dia 3, com a pesquisadora de economia Cláudia De Mori.

As estatísticas dos órgãos oficiais, como CONAB ou IBGE, registram apenas 153 mil hectares de aveia cultivados no país em 2011, um número que registra somente a área com aveia branca, destinada à produção de grãos de consumo humano (matinais, farinhas e integrais) e alimentação de equinos. Com relação à aveia preta, usada para cobertura de solo, pastagem ou silagem/feno, não existem levantamentos do governo, mas a estimativa dos envolvidos na cadeia está acima dos 2 milhões de hectares. Somente na região norte do Rio Grande do Sul, estima-se que mais de 500 mil animais sejam terminados (engordados) a base de forragem de aveia preta, e cerca de 1,5 milhão de vacas leiteiras também utilizem aveia como parte da dieta.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Trigo, Renato Fontaneli, o baixo custo da semente e a rusticidade da planta são os principais motivos para a ampla adoção da aveia na agropecuária da Região Sul. Pesquisas mostram que o uso da aveia como pastagem de inverno pode resultar no ganho de peso de 1 quilo por dia na produção de carne, ou 15 litros de leite por animal dia.

"O objetivo das reuniões de pesquisa é discutir os resultados levantados nas instituições, sejam gerados por estudantes ou profissionais da comunidade científica, antes que sejam divulgados para a sociedade e disponibilizados ao produtor. É um respaldo técnico para a tecnologia que está sendo apresentada", explica o coordenador do evento, Renato Fontaneli. Os trabalhos desenvolvidos pela pesquisa são apresentados através de reuniões setorizadas, chamadas de subcomissões como, por exemplo, na Reunião de Aveia são cinco grupos: Melhoramento Genético e Tecnologia de Produção de Sementes; Ecologia, Fisiologia e Técnicas Culturais; Forrageiras e Nutrição Animal; Fitossanidade; e Qualidade Industrial. Outros espaços são painéis em plenária e sessão de pôsteres. O evento resulta em publicações como anais - que reúne os resumos dos trabalhos apresentados - e indicações técnicas para a cultura no ano.

O programa da Reunião de Pesquisa de Aveia está disponível no site da Embrapa Trigo, em http://www.cnpt.embrapa.br. As inscrições serão realizadas no local, a partir das 8h, do dia 03/04. O custo é de R$ 50,00 para estudantes e R$ 100,00 para profissionais.

Crédito Embrapa Trigo