Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Conscientização e cuidados com o meio ambiente

06/03/2012

Um exemplo disso é o Espaço Natureza Cotrijal, que oferece ao visitantes palestras, apresentações teatrais, exposições, coleta de embalagens vazias e muito verde.

A área de 11 hectares do parque abriga a Casa do Meio Ambiente, um lago, área com árvores frutíferas e nativas denominada Projeto Bosques Gaúchos, o Anfiteatro da Natureza e o estande do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (Inpev). Outro local que tem atraído visitantes é o mirante que oportuniza uma visão geral e de forma contemplativa da feira.

Na Casa do Meio Ambiente, são duas as exposições para serem apreciadas sobre a temática educação ambiental: Curiosidades da Natureza, no andar superior, e Os Tesouros da Natureza, no piso inferior, ambas fruto de uma parceria com o Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Muzar) da Universidade de Passo Fundo. A Secretária Estadual de Meio Ambiente (Sema) também está presente no local com informações sobre as ações da pasta.

Já o Anfiteatro da Natureza, oferece ao público espetáculos em três horários: 10h, 14h e 15h, com duração de 30 minutos cada e sob o temática A Galinha dos Ovos de Ouro. "São ações que contribuem para a preservação da natureza. O objetivo é chamar a atenção para problemas como a extinção de algumas espécies. Entre elas, o papagaio-charão e o gato-do-mato pequeno. Além de trabalhar com a conscientização do agricultor e do visitante", explica a bióloga da Cotrijal Deisi Sebastiani Nicolao.

Exemplo a ser seguido No estande da Inpev, os números mostram uma realidade bem mais animadora. Em 2011, foram 34.202.00 toneladas de embalagens vazias coletadas no Brasil, um crescimento equivalente a 9% se comparado a anos anteriores. No Estado, foram coletadas 3.272 toneladas, o que representa um crescimento de 15%. No Rio Grande do Sul, são oito os centros e 32 os postos de recebimento de embalagens vazias credenciados à Inpev. No local, estão sendo gravados ainda depoimentos de agricultores, técnicos e representantes envolvidos no Sistema Campo Limpo.

Em dezembro de 2011, o Instituto comemorou 10 anos de atividades. O coordenador Regional de Operações do Inpev RS/SC, Marcelo Lerina, explica que tudo começou em função da alteração da Lei dos Agrotóxicos e a criação da Lei 9974/00 que passou a disciplinar a destinação correta das embalagens, distribuindo a responsabilidade para todos os elos da cadeia (agricultores, fabricantes e o poder público).