Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Abertura oficial da 1ª colheita da canola

09/10/2009

O evento, inédito no Brasil, foi incrementado com um Dia de Campo para avaliação técnica e econômica da atividade, e contou com a presença de autoridades regionais, estaduais e federais, entre elas, o secretário estadual da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio, João Carlos Machado, e os representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e do Ministério de Desenvolvimento Agrário, respectivamente, Denílson Ferreira e Roberto Terra.

A estimativa do presidente da Cotrijal, Nei César Mânica, é de que a cultura deverá ganhar seu espaço dentro da produção. “Nós Cotrijal estamos junto com a BSBIOS, com o Poder Executivo, com o Poder Legislativo, e com as entidades para que essa cultura seja uma alternativa ao nosso produtor, para que ele possa agregar valor e renda a sua propriedade”, ressaltou em seu pronunciamento.

O Secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio, João Carlos Machado, falou da excelência da cultura da canola "não apenas como uma nova alternativa para nosso inverno, quando hoje temos basicamente o trigo, como também como rotação de culturas", disse ele.

A canola vem ganhando destaque na região, sendo esta safra 2009 considerada a primeira colheita oficial. Somente o município de Colorado planta um mil ha, dos cerca de 10 mil ha da região com cultivo do grão. O Rio Grande do Sul concentra 74% da produção de canola do Brasil, uma cultura utilizada não apenas para a produção de óleo comestível, mas, especialmente, para biodiesel. Segmento destacado pela BSBIO Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil, uma das realizadoras do evento, e que vem trabalhando na busca de diversificação de origem de matéria-prima para produção do biodiesel.

DIA DE CAMPO

Mais de 500 produtores rurais participaram da Abertura da Colheita e 1º Dia de Campo da Cultura da Canola ocorridos nas propriedades de César Vicente Guareschi e de Alceu Martinelli, localizadas no Km 01, da RS 402. Quatro estações técnicas foram montadas, cada uma abordando um tema diferente: manejo tecnológico da cultura, custo de produção e viabilidade econômica; potencialidade da cultura na região; tecnologia de híbridos, pesquisas e potencialidade da cultura para biodiesel, e comercialização e manejo de corte e enleiramento da cultura da canola. Os dias de campo serão repetidos em Áurea, no dia 9 de outubro e em Passo Fundo no dia 14 de outubro.

Na ocasião, a nova plataforma de enleiramento fabricada pela Produfort, de Colorado, foi apresentada. Um equipamento acoplado em uma colheitadeira tradicional que corta eficazmente a produção, a canola então, permanece no solo por 8 ou 9 dias até secar naturalmente, quando uma colheitadeira tradicional faz o recolhimento do grão.

O acontecimento foi promovido pela Produfort, BSBIO, Cotrijal, Embrapa Trigo, Sindicato Rural, com o apoio da Prefeitura Municipal de Colorado, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Universidade de Passo Fundo e Emater.

Foto: Abertura Oficial A abertura oficial da colheita da canola, com dinâmica de máquinas e apresentação da plataforma de corte e enleiramento para a cultura, foi feita pelo secretário estadual da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio, João Carlos Machado, na presença de autoridades regionais, estaduais e federais