Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Cobrança pelo uso da água volta a ser discutida pelo Coaju

01/10/2009

Os membros representativos da entidade conheceram mais sobre o sistema de cobrança, que está em fase de implantação e pode ser colocado em prática, ainda em 2010, nos 47 municípios integrantes do Coaju. A cobrança também será implantada em outros oito Comitês do Estado, todos integrantes da grande Bacia do Guaíba.

Basicamente, o projeto prevê a cobrança de todos os usuários da água - desde o produtor que abre um açude ou tem sistema de irrigação na sua propriedade, até as indústrias ou mesmo a população - divididos em três modalidades: captação, consumo e lançamento de poluentes. Cada um vai pagar um valor diferente, calculado por uma fórmula criada pela ANA - Agência Nacional das Águas. De acordo com o presidente do Coaju, professor Claud Ivan Goellner, o pagamento pelo uso da água é diferente do pagamento feito a concessionária que presta os serviços de abastecimento público e saneamento aos municípios. A idéia do novo sistema é arrecadar recursos que serão na sua totalidade investidos dentro da própria Bacia, ou seja, "o usuário paga, mas é beneficiado com os investimentos necessários para a recuperação dos recursos hídricos e a garantia de água disponível com qualidade para o presente e futuro", explica Goellner.

O professor reforça que o valor gerado não vai impactar nos custos de produção dos usuários, mas pode resultar em uma mudança de postura daquela pessoa ou empresa. "O objetivo da cobrança é induzir o usuário a uma postura de racionalidade em sua decisão de usar a água", afirma.

Fonte: Assessoria de Comunicação Coaju