Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Cotrijal e Emater oficializam parceria em projeto piloto

09/07/2009

O convênio assinado pelos presidentes da Emater/RS, Mário Nascimento, e da Cotrijal, Nei César Mânica, em ato na sala de reuniões da cooperativa, marca o início de um projeto piloto no RS para o mapeamento dos 14 municípios da área de atuação da cooperativa.

A Emater/RS-Ascar assume, no convênio, a realização dos cursos de capacitação dos profissionais envolvidos com o projeto e a assessoria nos trabalhos de mapeamento. À Cotrijal cabe a realização do mapeamento e a interpretação dos dados. Um primeiro módulo da capacitação já foi desenvolvido, de 16 a 18 de junho, com a participação de 11 profissionais da Emater e da Cotrijal. Eles receberam informações sobre cartografia, sistemas de informações geográficas (SIG) e sensoriamento remoto. Nos três módulos que ainda vão ser realizados em 2009 - agosto, outubro e novembro - serão tratadas as questões ambientais, mapeamento do uso do solo e interpretação de imagens orbitais e suborbitais.

Para o presidente da Cotrijal, a parceria com a Emater vai possibilitar a criação de um banco de dados invejável, que trará benefícios não apenas para os associados, a cooperativa e a Emater, mas toda a região. "Hoje precisamos, para alcançar o desenvolvimento, trabalhar em cima de dados precisos e a ferramenta do geoprocessamento permite a geração de uma infinidade de informações que podem nos auxiliar, e muito, na busca por melhores resultados", avalia Nei César Mânica.

Já o presidente da Emater/RS aponta o projeto como um marco na história da instituição. Ele informou que a partir da proposta da Cotrijal e do escritório regional da Emater/RS de Passo Fundo, de realização do projeto, surgiu a necessidade de criar uma unidade de georeferenciamento no escritório central, em Porto Alegre. "Mais uma vez se confirma o pioneirismo da Cotrijal, que é a maior parceira da Emater na área do cooperativismo justamente por sua preocupação em alcançar ao produtor ferramentas que possam contribuir para o seu desenvolvimento sustentável", afirma Mário Nascimento.

Participaram também do ato de assinatura do convênio o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, Oriberto Adami, o prefeito de Não-Me-Toque, Antônio Vicente Piva, e a vice-prefeita, Teodora Lütkemeyer. A Cotrijal esteve representada também pelo seu diretor de Produção, Gelson Melo de Lima, e pelo gerente de Marketing, Fernando Geraldo Martins.
GEOPROCESSAMENTO

O trabalho de geoprocessamento é uma ferramenta que possibilita mapear os municípios com informações georeferenciadas sobre infra-estrutura, áreas de culturas, florestas, propriedades rurais, recursos hídricos, estradas e relevo. Além disso, é possível fazer um refinamento das imagens, geradas através de satélite, para acompanhar todo o desenvolvimento das culturas, desde a implantação das lavouras, o desenvolvimento vegetativo, até o momento da colheita.