Todas as Cidades
Histórico
Chuvas

Milho: clima é favorável a lavouras de quase todo Brasil

09/02/2011

Milho: clima é favorável a lavouras de quase todo Brasil      SAFRAS (07) - As condições meteorológicas continuam bem favoráveis ao desenvolvimento das lavouras de milho em praticamente todas as áreas produtoras do Brasil. Apenas a região leste de Goiás e as regiões noroeste e central de Minas Gerais apresentam um baixo nível de água no solo, devido aos 15 dias sem chuva que atravessa essas regiões. Sendo assim, as lavouras de milho apresentam-se com sinais de quebra de produtividade, onde já são observados perdas em torno dos 10%.      Na região sul do país, apenas a região do extremo sul ainda apresenta um baixo nível de água no solo, apesar de ter ocorridos chuvas nessa última semana. Mas essas chuvas ainda não foram suficientes para elevar o nível de água no solo a patamares satisfatórios. Desse modo, observa-se áreas com forte quebra na produtividade, com valores acima dos 40%. Mas como essa área é de pouca expressividade no cenário estadual, essas quebras não terão peso tal grande na produção do Rio Grande do Sul e nem tão pouco na produção nacional de milho.      Outro problema que se observa, no entanto, é que devido ao elevado índice de umidade sobre as plantas, principalmente nas áreas produtoras do Paraná, oeste e sul de Goiás e em São Paulo, as taxas de infestação de doenças vêm crescendo dia a dia. O que poderá comprometer, em partes, a produção dessas regiões. Ainda mais que a previsão para o mês de fevereiro é que ocorram chuvas acima da média sobre essas áreas, inviabilizando as aplicações de defensivos agrícolas. Também houve relatos de perdas por temperaturas elevadas, já que nesses últimos cinco dias, em muitas localidades as temperaturas do ar ao redor da planta ultrapassou os 34 graus centígrados, justamente quando a planta se encontrava na fase de florescimento.      Já o plantio da 2a safra de milho no Mato Grosso está bem atrasado em relação ao mesmo período do ano passado, uma vez que até a última sexta-feira (04), haviam sido plantados somente 15% das áreas. E isso está diretamente relacionado às péssimas condições meteorológicas das últimas semanas, já que vinha chovendo constantemente. Apenas nessa última semana é que o tempo ficou mais firme e os produtores conseguiram ir a campo para realizar a colheita da soja e posterior plantio do milho. O mesmo está acontecendo no Paraná, onde os vários dias chuvosos estão atrapalhando a colheita da soja e consequentemente o plantio do milho safrinha.      Para os próximos dias, apenas o Mato Grosso terá condições favoráveis ao plantio do milho, uma vez que as chuvas deverão, durante os próximos cinco dias, ocorrerem mais na forma de pancadas. Já no Paraná a previsão é de chuvas generalizadas e com volumes acumulados que irão ultrapassar os 70 mm, o que impedirá os trabalhos de campo.      Por outro lado, como há previsão de ocorrência de chuvas nesses próximos 10 dias, as condições se manterão bem favoráveis ao desenvolvimento das lavouras de milho 1a safra. As informações partem do boletim Somar de Meteorologia. (CBL)

Fonte: Safras & Mercado